Se você vir ao Chile entre 2 e 13 de dezembro deste ano, a atenção de todo o mundo estará em nosso país, já que representantes de alto nível de 197 países participarão da mais importante cúpula sobre mudança climática do mundo e que, por Equanimidade, Santiago foi escolhida como organizadora e anfitriã deste grande evento.

A reunião da Conferência das Nações Unidas (COP) tem como principal objetivo promover políticas ativas para cuidar e proteger o planeta. A nomeação na capital do país também buscará estabelecer critérios para o cumprimento do Acordo de Paris e melhorar as metas de redução de resíduos nos países participantes.

Além disso, este ano o Governo propôs como temas para discussão no evento planetário o cuidado dos oceanos e da Antártida, a importância da eletro mobilidade e das energias renováveis, potencializar a economia circular e a proteção dos ecossistemas, florestas e biodiversidade.

Deve-se notar que o Chile possui 7 das 9 condições de vulnerabilidade às mudanças climáticas, o que o torna um país extremamente delicado quando se trata de falar sobre a natureza e seus recursos.

Altos funcionários do governo se referiram a este evento como um desafio histórico para a ação climática global e será o maior evento internacional que o Chile organizou desde a Copa do Mundo de 1962.

2-13 de dezembro